AGP debate importância da política e apresenta novidades em Encontro da Atuação Social Votorantim 2017

Foto de um pequeno auditório, com pessoas de diversas idades reunidas durante uma apresentação em uma tela grande, à frenteA equipe do Programa de Apoio à Gestão Pública promoveu debates e apresentou novidades em seu portfólio durante o Encontro da Atuação Social Votorantim 2017, realizado entre 31 de julho e 4 de agosto em São Paulo.

O encontro é promovido anualmente pelo Instituto Votorantim (IV) para discutir a estratégia de seus programas com consultores e funcionários das empresas investidas da Votorantim que se envolvem no desenvolvimento das ações. Esta edição teve como diferencial a participação de todos os programas desenvolvidos pelo IV.

No primeiro dia do evento, o AGP realizou uma oficina para debater com os participantes temas relacionados à atuação do programa. Cerca de 40 pessoas participaram da atividade, que foi liderada pela equipe do AGP e contou com mediação da Olhar Cidadão – Estratégias para o Desenvolvimento Sustentável, consultoria que apoia as ações de comunicação do programa.

Para inspirar o debate, foram apresentados vídeos e imagens que mostram que fazer política vai muito além da política partidária e dos processos eleitorais. Entre os vídeos apresentados estava um trecho de uma entrevista do ex-presidente do Uruguai José Mujica para o programa da TV Globo “Conversa com Bial” (veja a integra da entrevista) e a apresentação da pesquisa com jovens “Sonho Brasileiro da Política”.

“Cada pessoa faz política de acordo com seu contexto, mas a atuação política é fundamental para gerar a transformação social que a gente quer e precisa”, destacou Luís Henrique de Campos, coordenador do AGP, na abertura da oficina.

Na primeira rodada de debate, os participantes puderam opinar sobre o significado do termo “política” para cada um (leia mais sobre isso em “A Palavra é…”). Na segunda, tendo como inspiração um debate eleitoral de candidatos, foram sorteadas palavras relacionadas ao programa para que os presentes trouxessem opiniões e reflexões sobre elas (saiba mais sobre essa atividade na Entrevista deste mês).

A equipe do AGP também participou da Feira de Soluções e apresentou o portfólio de projetos para o ano de 2018 que poderão ser escolhidos pelas empresas do Grupo Votorantim para apoiarem nos territórios onde atuam. Entre as novidades, estão o apoio a projetos para capacitação de gestores para otimizar as Compras Governamentais e também aprimoramentos e evoluções de planos e projetos que já vem sendo apoiados pelo programa (leia mais em Espaço Aberto).

Aproximação com as comunidades

O AGP também foi pauta do bate-papo realizado com CEOs de empresas  da Votorantim no segundo dia do Encontro, que contou com a presença de Carlos Rotella, da Votorantim Siderurgia (VS), Marcelo Castelli, da Fibria, Ricardo Carvalho, da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), e Tito Martins, da Votorantim Metais Holding (VMH).

Os executivos salientaram a importância do trabalho desenvolvido pelo Instituto Votorantim para aproximar as empresas das comunidades locais. “O Instituto vem nos auxiliando no diagnóstico das comunidades para entender a vocação de cada uma e trazendo tendências e melhores práticas”, afirmou o representante da CBA.

O presidente da Fibria complementou que o trabalho do Instituto é importante para conectar atores e atuar na ponta. “Nesse sentido, eu destaco o trabalho desenvolvido pelo Programa de Apoio à Gestão Pública em Três Lagoas, onde o desafio foi pensar no desenvolvimento da cidade para os próximos 30 anos”, afirmou Marcelo Castelli.