Ponto de Vista – “A palavra é: sustentabilidade”

Em um ambiente arborizado, uma mulher branca de cabelos loiros sorri e olha na direção da câmera

Heloísa Helena Barbeiro, Arquiteta-urbanista do IDOM e coordenadora local dos estudos de base:

“Avaliar as perspectivas para o crescimento das cidades e trabalhar na mitigação de riscos ambientais e das mudanças do clima são fatores muito importantes para o desenvolvimento sustentável dos municípios. Foi nessa perspectiva que realizamos em Três Lagoas três diferentes estudos nos últimos quatro meses. O Estudo 1 – Mitigação e Mudanças do Clima é composto por dois inventários de gases de efeito estufa, referentes aos anos de 2003 e 2013, para avaliar o crescimento das emissões nesse período e poder estimar os dados para as próximas décadas. O Estudo 2 – Vulnerabilidade e Riscos Naturais avaliou riscos e vulnerabilidades ambientais da cidade, considerando questões como inundações pluviais, vendavais e pressão da urbanização sobre o solo. O Estudo 3 – Crescimento Urbano analisou o crescimento da mancha urbana do município e estabeleceu três cenários futuros, mantendo-se as condições atuais, em uma situação ideal ou ótima e em um quadro intermediário e mais viável. Os resultados desses trabalhos fazem parte do projeto Três Lagoas Sustentável, dentro da Iniciativa Cidades Emergentes e Sustentáveis, e irão embasar também a revisão do Plano Diretor. Um ponto bastante relevante dos estudos que está sendo considerado é que não há a necessidade de crescimento da mancha urbana do município para um cenário temporal a 2050. O objetivo é reforçar a infraestrutura em áreas urbanas já existentes, porém sem universalização do sistema.”