Educação em cena

Sejam com emocionantes histórias de professores que fazem a diferença na vida de seus alunos ou cenário para romances juvenis, a escola é um ambiente muito retratado em produções cinematográficas. A professora Louanne Johnson, vivida por Michelle Pfeiffer em Mentes Perigosas (1995), é uma personagem clássica que emociona. Mas não é só a ficção que representa a escola nas telonas. Há diversos documentários nacionais e internacionais que retratam o tema Educação e seu sistema para provocar análises sobre o cenário atual.

Visando ampliar este debate, o Instituto Votorantim (iV) reuniu cinco produções em que a gestão escolar, os desafios estruturais enfrentados por seus profissionais e os sonhos de alunos de escolas públicas são os temas centrais. Confira as dicas:  

 

Nunca me sonharam (2017): na voz de estudantes, gestores, professores e especialistas, o documentário aborda o valor da educação e os desafios enfrentados no presente, as expectativas para o futuro e os sonhos dos alunos do Ensino Médio de escolas públicas brasileiras.

 

Quando sinto que já sei (2014): o filme registra práticas educacionais inovadoras que estão ocorrendo pelo Brasil por meio de depoimentos de pais, alunos, educadores e profissionais de diversas áreas. A questão central é a necessidade de mudanças no tradicional modelo de ensino usado no país.

 

Carregadoras de sonhos (2010): o longa metragem retrata um dia de trabalho de quatro professoras do interior de Sergipe, apresentando aspectos estruturais relacionados à educação e também uma análise do sistema feita pelas próprias personagens.

 

A educação proibida (2012): o filme questiona as lógicas da escolarização moderna e a forma de entender a educação. Mostrando diferentes experiências educativas não convencionais, que propõem a demanda de um novo modelo de ensino.

 

Esperando pelo super homem (2010): por meio de professores, crianças e de cinco famílias, o filme mostra as deficiências do sistema educacional dos Estados Unidos e como isso deve impactar a economia norte-americana (até 2020, somente 50 milhões de americanos terão formação necessária para preencher 123 milhões de empregos com formação qualificada, por exemplo).

PVE

Em 2018, o foco das atividades do Instituto Votorantim (iV) é o programa Parceria Votorantim Pela Educação (PVE), que tem como objetivo apoiar as redes municipais de ensino, incentivando a mobilização social (trazendo a comunidade para dentro da escola) e estimulando o desenvolvimento de competências para o fortalecimento da gestão educacional e das instituição de ensino. Educação é um tema que nos move. Saiba mais sobre as atividades e investimentos realizados pelo iV, em 2017, no PVE, em http://www.institutovotorantim.org.br/relatorio2017/pve.php