Instituto Votorantim integra a programação do 3º CICPP

Compartilhe:

A capital paranaense sediou o 3° Congresso Internacional de Controle de Políticas Públicas, realizado entre os dias 17 e 19 de outubro. O evento contou com a participação de mais de 700 pessoas e foi promovido pelo Instituto Rui Barbosa (IRB), em parceria com o Tribunal de Contas do Estado do Paraná.

As mesas de debate trouxeram os seguintes temas: Contabilidade e Orçamento Público; Saúde – Sistema Único de Saúde e Financiamento; Metas do Plano Nacional de Educação; Controle Interno e Compliance; Infraestrutura; Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e a Agenda 2030; Desenvolvimento Regional; Segurança Pública; e Política Pública baseada em evidências e o uso de indicadores.

No dia 18, Luís Henrique Campos, Coordenador do programa de Apoio à Gestão Pública (AGP), do Instituto Votorantim, participou da programação, na mesa “Política Pública baseada em evidências e o uso de indicadores”.

Durante o encontro, Luís abordou todo o conjunto de iniciativas do AGP como referência para o monitoramento de políticas públicas a partir de evidências e indicadores.

O coordenador do AGP também citou exemplos de outras organizações durante o encontro: “Os Tribunais de Contas dos Estados e municípios trabalham com o levantamento de evidências para o processo de prestação de contas desses entes federativos”.

Na ocasião, também foi lançado o IEGM (Índice de Efetividade da Gestão Municipal) 2017, um indicador composto, elaborado pelo Instituto Rui Barbosa, que aponta os desafios e evoluções em sete dimensões de políticas públicas municipais.

De acordo com o coordenador, os participantes se interessaram pela metodologia de cooperação entre poder público local e empresa e questionaram como o programa engaja os gestores públicos locais, destacando que a abordagem apresentada no evento pelo Instituto Votorantim é bastante consistente.

Por fim, ele destacou a importância do Acordo de Cooperação com o Instituto Rui Barbosa e dos Tribunais de Contas para a utilização do Índice de Efetividade da Gestão Municipal, assinado na ocasião: “O acordo é fundamental para que o AGP possa utilizar os dados coletados pelos tribunais de contas para planejar, engajar e avaliar as ações do programa nos municípios”.

Para saber mais sobre a programação do evento, acesse o site do Congresso. Acompanhe nossas novidades, também, pelo Facebook, Twitter e YouTube.