Legado das Águas lança passeios inclusivos e acessíveis

Desde o início do mês, os visitantes do Legado das Águas, no Vale do Ribeira, interior de São Paulo, contam com duas novas atrações: o Jardim Sensorial e a Trilha da Figueira Centenária, que possui estrutura para pessoas com mobilidade reduzida e deficiência visual.

Localizada entre os municípios de Juquiá, Tapiraí e Miracatu, o Legado das Águas é a reserva privada com maior área de vegetação da Mata Atlântica preservada do País.

A trilha da Figueira Centenária é um passeio para contemplar um dos exemplares icônicos do Legado das Águas. Além disso, o percurso conta com paradas para conhecer espécies nativas da Mata Atlântica ainda intocadas.

Já o Jardim Sensorial proporciona uma experiência imersiva. O espaço abriga 22 diferentes espécies de plantas com texturas variadas – entre temperos, aromáticas e nativas do bioma atlântico. O objetivo é estimular o tato e o olfato. Todas elas possuem cartão de identificação em braile para pessoas com deficiência visual severa.

No roteiro, um guia conduz a visita. Os visitantes aproveitam o passeio com os pés sem calçados, que pisam em areia, terra, borracha e outros materiais. A primeira etapa do trajeto é feita com os olhos vendados, estimulando os demais sentidos.

Os visitantes podem conhecer a área e realizar atividades de ecoturismo e excursões de estudantes escolares mediante agendamento por e-mail, pelo contato@legadodasaguas.com.br.

O Legado das Águas é uma área com floresta nativa e biodiversidade local e é conservada pela Votorantim há 50 anos. Desde 2012, a reserva foi transformada em um polo de pesquisas científicas, estudos acadêmicos e desenvolvimento de projetos de valorização da biodiversidade, em parceria com o Governo do Estado de São Paulo.

Acompanhe-nos, também, pelo Facebook, Twitter e YouTube.