Capital Institucional

Com foco no fortalecimento do poder público municipal e das organizações e sociedade civil, o eixo tem foco na formação de gestores públicos e agentes mais efetivos e eficazes para o desenvolvimento das comunidades.

As frentes de atuação do Instituto aportam conhecimento técnico e gerencial aos diferentes agentes de desenvolvimento local: Qualificação das Organizações, Apoio à Gestão Pública e Juntos pelo Desenvolvimento Sustentável.

Qualificação das Organizações
Busca beneficiar organizações sociais por meio de atividades de capacitação e acompanhamento personalizado em temas de gestão, planejamento, captação de recursos e comunicação.
Apoio à Gestão Pública (AGP)
Criado em 2012, o programa é fruto da parceria com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e visa contribuir com os municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e população inferior a 50 mil habitantes, por meio da modernização da gestão.

A metodologia atua na frente de equilíbrio fiscal que trabalha projetos de aspecto tributário, administrativo, educação, assistência social e saúde. E ordenamento territorial, que busca a redução do déficit de infraestrutura, auxiliando na elaboração/revisão de planos setoriais (Plano Diretor, de Saneamento, de Habitação ou Mobilidade) e projetos executivos, voltados ao desenvolvimento sustentável dos municípios.

O AGP em números:

  • Atuação em 21 municípios;
  • 25 projetos realizados nas prefeituras;
  • R$ 11,3 milhões alavancados até 2015, por meio de arrecadação e equilíbrio fiscal;
  • R$ 5,8 milhões investidos no programa. R$ 1,2 milhão só em 2015;
  • 16 planos setoriais aprovados como leis municipais.
Juntos pelo Desenvolvimento Sustentável
Também ligado à gestão pública, o programa da Comunitas envolve líderes empresariais e a sociedade civil no debate de ações para melhoria dos municípios. A Votorantim participa com apoio a Juiz de Fora (MG).

As ações são focadas no equilíbrio fiscal, diagnóstico da folha de pagamento e desenvolvimento da equipe da prefeitura em liderança e gestão pública.

Pela frente de equilíbrio fiscal, o município atingiu a economia de R$ 68 milhões, 86,8% a mais do que a meta inicial de R$ 36,4 milhões.