Retrospectiva: o PVE em 2016

Em 2016, o programa Parceria Votorantim pela Educação (PVE) esteve presente em 17 municípios de 11 estados brasileiros. Por meio da metodologia das Consultas Lúdicas, crianças e adolescentes de 9 a 17 anos puderam refletir sobre a questão “Qual escola podemos construir juntos?”.

A resposta foi diversificada e plural, e está presente em cada história trazida ao longo dos 366 dias deste ano. Por isso, fizemos uma retrospectiva com todas as matérias publicadas para lembrar ou relembrar quem são os protagonistas da transformação na Educação: os jovens.

Abrimos a série com a chegada do PVE a Juiz de Fora, Minas Gerais (www.institutovotorantim.org.br/pve-chega-juiz-de-fora-em-minas-gerais). Também foi anunciada a parceria com o Instituto Alana, no Desafio Criativos da Escola, que contou com inscrições de alunos da rede municipal que integram as ações do programa.

Na sequência, seguimos para a capital da baleia franca: Imbituba, em Santa Catarina. O município, que conta com atuação do programa desde 2015, trabalha com a inclusão de estudantes com deficiência na rede pública de ensino. Michela Freitas, Secretária de Educação na localidade, falou sobre a atuação do PVE na formação de gestores e as iniciativas para melhoria do ensino (www.institutovotorantim.org.br/onde-educacao-e-inclusao-caminham-juntas).

Saindo de Santa Catarina e indo para São Paulo, foi a vez de conhecer a trajetória de Geisson Silva. O empreendedor social e idealizador do Cinemateus contou como nasceu o projeto de formação em audiovisual para adolescentes no bairro de São Mateus, zona leste da capital paulista (www.institutovotorantim.org.br/educacao-alem-dos-muros-da-escola-em-sao-mateus).

O PVE também integrou a programação do II Connected Smart Cities, realizado em junho deste ano, no Rio de Janeiro (www.institutovotorantim.org.br/parceria-votorantim-pela-educacao-no-ii-connected-smart-cities). Tatiana Capitanio, coordenadora da área de Capital Humano do Instituto Votorantim e gestora do PVE, participou do debate sobre Inovação Social em colaboração com o setor público.

Em Juquiá, região do Vale do Ribeira, em São Paulo, aconteceu o Ciclo 2. Realizado em junho, o encontro uniu pedagogos, pais, alunos, professores e mobilizadores para as atividades (www.institutovotorantim.org.br/mobilizacao-comunitaria-e-destaque-do-pve-em-juquia ).

As escolas participantes do PVE também receberam exibições do filme “Tudo que Aprendemos Juntos”. A obra, dirigida por Sérgio Machado, é inspirada na história de Antonio Ermírio de Moraes e da criação do Instituto Baccarelli (www.institutovotorantim.org.br/escolas-do-pve-recebem-exibicoes-do-filme-tudo-que-aprendemos-juntos).

No 3° Ciclo do programa, contamos a história de Lorrane Bonfim de Santana, do nono ano, que foi uma das estudantes que leram a Carta Aberta, no município de Aracruz, no Espírito Santo (www.institutovotorantim.org.br/aluna-do-pve-realiza-leitura-da-carta-aberta-em-aracruz) .

Em Primavera, no Pará, o programa atua há cinco anos e faz parte dos investimentos da Votorantim Cimentos na região. Além da metodologia, o município também recebeu aportes financeiros para a reforma da biblioteca municipal e de duas escolas públicas da região, por meio do projeto Primavera Sustentável (www.institutovotorantim.org.br/votorantim-cimentos-contribui-para-o-desenvolvimento-sustentavel-em-primavera).

Voltando a Imbituba, foi a vez de a prefeita-mirim Raiany Leite apresentar a Carta Aberta, documento desenvolvido coletivamente após as Consultas Lúdicas, na Câmara Municipal de Vereadores (www.institutovotorantim.org.br/em-imbituba-sc-prefeita-mirim-apresenta-carta-aberta-na-camara-de-vereadores ). A estudante do quinto ano fez a leitura do texto, que aponta as melhorias que eles esperam não apenas na escola, mas em todo o ensino.

Em Minas Gerais, cinco estudantes foram finalistas do Desafio Criativos da Escola. Com o projeto “Ensinando e Aprendendo”, os alunos de Três Marias ensinavam adultos em suas casas e foram premiados com uma viagem a Salvador, na Bahia (www.institutovotorantim.org.br/alunos-do-pve-em-tres-marias-mg-ensinam-adultos-com-projeto-finalista-do-desafio-criativos-da-escola).

Para encerrar o ano, foi divulgada a publicação com o detalhamento das Consultas Lúdicas em 2016. O documento, disponível no nosso site, traz dados sobre a metodologia, aplicada para 293 alunos de 17 municípios, em 11 estados brasileiros (www.institutovotorantim.org.br/um-resumo-das-consultas-ludicas-2016 ).

Em 2017, o programa Parceria Votorantim pela Educação completará nove anos e, com apoio das empresas Votorantim, dos estudantes, professores, gestores, e também da sociedade, espera ir ainda mais longe. Continue nos acompanhando!

#TodosGanhamCidadania
A Parceria Votorantim pela Educação (PVE) tem o objetivo de contribuir para a melhoria da educação pública, por meio de estratégias e ações de sensibilização e mobilização social, e do apoio à gestão pública. O programa integra o Eixo de Capital Humano do Instituto Votorantim. Para saber mais, acompanhe nosso FacebookTwitter e YouTube.