Primavera Sustentável

Retorno sobre o investimento social

Após a implantação de uma nova unidade no município paraense de Primavera, a Votorantim Cimentos promoveu ações para contribuir para o desenvolvimento da localidade.

Em 2010, a Votorantim Cimentos decidiu implantar uma nova unidade integrada de produção de cimento no município de Primavera, no Pará.

Além dos desafios técnicos e operacionais englobados pelo projeto, a empresa também considerou o aspecto social na localidade. A cidade ocupava a 4.695ª posição no ranking brasileiro do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM).

O dado era reflexo da baixa escolaridade da população, da ausência de atividades econômicas e dos déficits na infraestrutura e na oferta de serviços públicos. Para contribuir com o desenvolvimento da localidade, a empresa, em parceria com o Instituto Votorantim, criou o projeto Primavera Sustentável.

Desde 2011, são promovidas ações em diferentes áreas, como capacitação profissional, educação, saúde, saneamento, infraestrutura e fomento das cadeias produtivas.

Há, também, a atuação dos programas Parceria Votorantim pela Educação (PVE), Votorantim pela Infância e Adolescência (VIA) e Apoio à Gestão Pública (AGP), metodologias já consolidadas pelo Instituto Votorantim.

Até 2015, foram aportados R$ 10 milhões na iniciativa e, em 2016, outros R$ 2 milhões foram investidos em segurança pública. Após cinco anos de atuação social da Votorantim, um estudo mensurou o impacto dos aportes feitos em Primavera e o retorno do investimento para a empresa.

Para calcular os resultados, a Votorantim Cimentos contou com a expertise da Rede de Empresas Multinacionais de Países Emergentes (EMM Network), a Agência de Cooperação Alemã (GIZ) e a Fundação Getulio Vargas (FGV). Foi utilizado o modelo de fluxo de caixa descontado, que comparou o Valor Presente Líquido (VPL) de cenários com e sem os investimentos da empresa.

O retorno? A cifra de R$ 4,54 para cada real investido no local, mostrando que os investimentos sociais geram retorno.