VIA promove primeira oficina de 2017

Compartilhe:
Foto de mulheres e homens, olhando para a câmera. Alguns estão sentados no chão e outros estão em pé.
Foto: Instituto Votorantim.

A 1ª Oficina do VIA 2017 aconteceu entre os dias 4 e 6 de abril, no Auditório do Instituto Votorantim, em São Paulo (SP). A Oficina foi realizada pelo Instituto Votorantim em parceria com a Quanta Consultoria, Projetos e Editora Ltda.

O principal foco desses três dias de encontro foram temáticas voltadas para que os projetos tenham uma comunicação mais efetiva e, a partir disso, consigam diversificar suas fontes de captação de recursos, além das empresas investidas da Votorantim. “Tivemos momentos de aprendizado, como técnicas para elaboração de projetos em apoio às estratégias locais de captação de recursos incentivados”, conta Andréia dos Santos Pereira, estagiária de Capital Humano do Instituto Votorantim. Além disso, houve espaço para trocas de experiências entre os envolvidos nos projetos.

O VIA – Programa Votorantim pela Infância e Adolescência – tem o objetivo de trabalhar as capacidades técnicas dos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) para que possam intervir em situações de violação de direitos nas localidades onde as empresas da Votorantim têm operação.

As oficinas

Duas vezes ao ano, as equipes de execução do projeto e representantes do CMDCA participam das Oficinas em que são tratados temas como o funcionamento do sistema de Garantia de Direitos e da Rede de Proteção Social, gestão de projetos, estratégias de comunicação e captação de recursos.

Aproximadamente 40 pessoas participaram dos três dias de evento. Entre elas, equipe do Instituto Votorantim, da consultoria Quanta, representantes das empresas da Votorantim, executores dos Projetos e representantes do CMDCA.

Nessa primeira oficina de 2017, o evento contou com a participação de Guilherme Perisse, do Instituto Alana, e de Fernanda Zanelli, da Fundação Itaú Social, que participaram do momento de Conferências Inspiradoras. Eles compartilharam inspirações e insights sobre os temas que permeiam os direitos das crianças e adolescentes.

Guilherme destacou uma perspectiva sobre o histórico e a fundamentação dos direitos da criança e do adolescente e citou o projeto Prioridade Absoluta, uma iniciativa do Instituto Alana, que tem como objetivo dar visibilidade e contribuir para a eficácia dos direitos da criança, colocando-os como prioridade. Enquanto Fernanda trouxe a experiência do Programa Jovens Urbanos – que visa promover processos de formação ampliada, geração de oportunidades e inserção produtiva a jovens moradores de áreas de alta vulnerabilidade social – com o objetivo de mostrar como engajar e trabalhar com adolescentes nas localidades de atuação do VIA.

Para Andréia, a Oficina do VIA é um marco importante tanto para o Instituto Votorantim quanto para os municípios. “Nos aprofundarmos nas temáticas dos direitos da criança e do adolescente é de extrema importância para entendermos por que executamos os nossos projetos, para quem e como. A evolução dos municípios e o nível de maturidade que os projetos estão atingindo nos fazem acreditar que o nosso trabalho é muito além de um programa: são direitos protegidos e vidas transformadas.”

#TodosGanhamCidadania
Focado principalmente no atendimento da população infantojuvenil mais vulnerável onde há atuação da Votorantim, o VIA, que integra o eixo de Capital Humano do Instituto Votorantim, mapeia, desenvolve e acompanha os projetos localmente. Acompanhe nossas novidades, também, pelo Facebook, Twitter e YouTube.